Document


Espanhol Inglês      

Abaçai

Vale do Ribeira, tem primeira queima de Cerâmica

Com a finalidade de compartilhar saberes, técnicas e dar mais veracidade ao processo de criação aos ceramistas, o espaço vivencial Em Torno do Barro, pela primeira vez, recebe o tradicional forno da cultura caipira e caiçara. Esta diversidade cultural e pluralidade de povos marcam presença na XII edição do Revelando São Paulo, que acontece em Iguape até 7 de junho, no Centro de Eventos.

A construção do forno se deu graças a parceria entre as prefeituras de Iguape e Barra do Chapéu, onde artesãos vivenciaram o processo de construção. "O forno é responsável por finalizar a arte da cerâmica. Mesmo após o término do evento, ele ficara à disposição da comunidadE", explicou a mestra ceramista Sandra Menegaz.

Esta diversidade proporciona vivenciar e observar as diversas técnicas de modelagem e outras possibilidades de lidar com o suporte cerâmico, a argila, ou, barro como é chamado pelo povo, dentro do universo da cultura tradicional.

Dentre deste universo da cerâmica, é possível encontrar o oficio das paneleiras, que merecem a sua importância e valorização pessoal e profissional. Muitas delas utilizam a arte da cerâmica para complementar a renda além de agregar suas atividades à comunidade.

Por meio do Em Torno do Barro, pesquisadores podem presenciar e documentar o processo de transmissão de um saber cerâmico na elaboração de vasilhas de barro, panelas, potes, vasos, moringas e outros artefatos, dentro de um contexto tradicional. São ceramistas provenientes de vários pontos do Estado, notadamente, do Vale do Rio Ribeira, ao sul do Estado de São Paulo.

Rodas de conversa

Com o tema "Em torno do Barro", artesãos, pesquisadores e mestres ceramistas abordaram as experiências, saberes e fazeres das tradicionais mestres do Vale do Ribeira, mostrando a identidade do artesanato feito em cerâmica. Cerca de 30 pessoas participaram do bate-papo que foi realizado na última sexta-feira (05), durante o evento.